De acordo com as Leis 12.965/2014 e 13.709/2018, que regulam o uso da Internet e o tratamento de dados pessoais no Brasil, ao me inscrever na newsletter do portal DICAS-L, autorizo o envio de notificações por e-mail ou outros meios e declaro estar ciente e concordar com seus Termos de Uso e Política de Privacidade.


Compactação de arquivos com xz

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 10 de maio de 2018

Antes de falar mais sobre o comando xz, vamos a um teste rápido:

$ gzip planilha.csv 
$ ls -lh planilha.csv.gz
-rw-r--r-- 1 queiroz queiroz 24K Mai  7 14:44 planilha.csv.gz
$ xz planilha.csv
$ ls -lh planilha.csv.xz 
-rw-r--r-- 1 queiroz queiroz 20K Mai  7 14:44 planilha.csv.xz

Vejam só, o arquivo compactado com o programa xz ficou 17% menor. Bastante significativo, não?

O comando tar para compactar arquivos utilizando este protocolo é também bastante simples:

tar Jcvf arquivo.tar.xz arquivo(s)

e para descompactar:

 tar Jxvf arquivo.tar.xz

A diretiva J indica ao comando tar o tipo de compactação que será utilizado.

O pacote pxz utiliza a compressão LZMA em diferentes partes de um arquivo em múltiplos núcleos de processamento (cores) do seu processador. Desta forma a tarefa de compressão é dividida, cada core recebe um pedaço do arquivo para trabalhar e o processamento é feito em paralelo. O objetivo final do pacote é utilizar todos os recursos computacionais disponíveis para obter a melhor taxa de compressão possível no menor tempo.

O programa xz faz parte do pacote xz-utils e o programa pxz faz parte do pacote pxz.

Para instalar os dois pacotes em sistemas Debian GNU/Linux e derivados, digite:

 sudo apt-get install xz-utils pxz 

Veja também



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida